Villages

Monsanto - Sortelha
Etapa da Grande Rota

Sortelha, Monsanto

74.42 km

Sortelha

17:50

Waypoints:Aldeia de João Pires, Meimoa, Meimão

Monsanto -> Sortelha
Saindo desta aldeia pela porta oeste, o percurso desce pela calçada romana coincidente com a GR12/E7 para mais à frente, onde encontra terra batida, se separar desta, infletindo para Norte em direção à Aldeia de João Pires. Antes desta localidade, o percurso percorre uma secção de alcatrão até atravessar a ribeira com o mesmo nome. Continuando para Norte, o percurso passa ao lado de Penamacor para, rapidamente e num terreno agora mais acidentado, com a aproximação da Serra da Malcata, chegar à Meimoa. Após subir até à barragem, contorna a albufeira pelo lado este, para no extremo norte se dirigir para a localidade de Meimão, continuando depois a subir até Alagoas. Descendo agora até à Urgeira, passando pela Aldeia de St.o António, junta-se à etapa seguinte e inicia a subida até à Aldeia Histórica de Sortelha.

Sortelha -> Monsanto
Deixando esta aldeia em conjunto com a etapa que se dirige para Castelo Mendo, o percurso desce até à Urgeira, onde inflecte para sul, em direcção ao Meimão. Daqui, aproxima-se da barragem da Meimoa, que contorna pelo lado este, antes de continuar a descida para a localidade com o mesmo nome. Mantendo a direcção tendencial, o percurso deixa a Serra da Malcata para entrar em terrenos menos acidentados, passando ao lado de Penamacor e entrando nas planícies de Idanha. Continuando maioritariamente em terra batida, atravessa a Aldeia de João Pires para, e após uma pequena secção em alcatrão, atravessar a ribeira com o mesmo nome e avistar a “ilha de pedra” para onde se dirige. Após cruzar a estrada nacional 239, e já perto do destino, o percurso encontra a GR12/E7 para, em conjunto, abordarem a Aldeia Histórica por uma das antigas calçadas romanas.

Fauna and Flora

_MONSANTO_
No entorno deste particular Monte-Ilha encontramos uma zona plana onde predominam as zonas de pasto com gramíneas espontâneas, mantendo-se alguns núcleos de sobro e de carvalho negral e onde podemos observar a cotovia-do-monte, o gaio, o estorninho-preto, o cartaxo-comum ou o pardal-francês. Durante a época invernal, mantêm-se junto da povoação o rabirruivo-preto e a andorinha-das-rochas. Junto à Sr.ª da Azenha, ainda na zona granítica, ocorrem a cotovia-pequena e o chapim-carvoeiro. Mais à frente, mudando para território xistoso e à medida que nos aproximamos do rio Pônsul, podemos ser surpreendidos por um borrelho-pequeno-de-coleira. Adiante entramos numa típica paisagem de montado, onde surge o peneireiro-cinzento, o pisco-de-peito-ruivo e o estorninho entre outros.

_SORTELHA_
Sendo Sortelha uma área essencialmente granítica, a passagem pela aldeia de St.º António, por ser uma zona xistosa, corresponde a uma clara alteração de paisagem. Aqui existe uma significativa mancha de carvalho-negral aonde ocorre a felosa-de-bonelli e onde surgem, com maior frequência, castanheiros e urzes. A diversidade de avifauna surge associada à diversidade de habitats, pelo que associadas aos povoamentos florestais surgem espécies como o gaio ou o peto-verde. Ao longo da Ribeira da Meimoa e quando chegamos à albufeira, poderemos ser agraciados, junto às margens, pela presença de aves como a garça-real e a alvéola-branca ou, mais no seio da massa de água, podemos avistar o mergulhão-pequeno. Das espécies arbustivas existentes salientamos o lentisco-bastardo, o pilriteiro, a carqueja e a erva-das-sete-sangrias.