Villages

Sortelha - Belmonte
Etapa da Grande Rota

Sortelha, Belmonte

17.90 km

Sortelha

4:20

Sortelha -> Belmonte
Saindo de Sortelha pela Calçada Romana no lado poente, esta etapa segue em conjunto com o PR “Caminho Histórico”, por entre canadas e veredas, até uma pequena secção de alcatrão onde o deixa, mantendo a sua direção tendencial para oeste. Seguindo ao longo da ribeira das Inguias, e atravessa-a junto a esta povoação, na Rua da Escola. Continua por caminhos de terra batida com Belmonte à vista, aproximando-se da Serra da Esperança. Antes de chegar a esta Aldeia Histórica, o percurso atravessa a linha de comboio (passagem sem guarda) e a autoestrada em passagem inferior. Segue por caminhos agrícolas, até atravessar a estrada nacional e subir por uma antiga vereda para Belmonte.

Belmonte -> Sortelha
Deixando Belmonte, o percurso começa por descer por uma antiga vereda para, logo de seguida, cruzar a estrada nacional e continuar, em terra batida, seguindo para este para atravessar a auto-estrada e a linha de comboio. Ao se aproximar da ribeira das Inguias, atravessa-a em conjunto com a estrada de alcatrão e, já na outra margem, segue em terra batida subindo este vale. Deixa o vale, que agora se chama de Quarta-Feira, e, contornando a Serra da Pedra Furada, avista a Aldeia Histórica de Sortelha. Em conjunto com o PR local, sobe por entre canadas, calçadas romanas e medievais até à porta poente do Castelo, junto ao antigo hospital.

Fauna and Flora

_BELMONTE_
A Serra da Esperança, onde se localiza esta Aldeia Histórica, é um cabeço maioritariamente coberto por espécies arbustivas, mas onde ainda ocorrem alguns pinhais e onde se implantou o Castro da Chandeirinha, comprovando a ancestral ocupação deste espaço. O rio Zêzere, depois de nascer a cerca de 1900 m altitude e de descer a Serra da Estrela em agitado percurso, agora já mais sereno, passa por Belmonte e define a ecologia desta área. Ao longo deste rio podemos observar os diversos aproveitamentos que o Homem fez dele, em particular dando origem a uma forte produção de frutícola onde se salienta o famoso pêssego da Cova da Beira. Ao entrarmos na Estrela somos brindados por um maravilhoso mosaico de bosques, ora de castanheiros, ora de bétulas e até da importada pseudotsuga, que se enche de diferentes tons no outono.

_SORTELHA_
Sendo Sortelha uma área essencialmente granítica, a passagem pela aldeia de St.º António, por ser uma zona xistosa, corresponde a uma clara alteração de paisagem. Aqui existe uma significativa mancha de carvalho-negral aonde ocorre a felosa-de-bonelli e onde surgem, com maior frequência, castanheiros e urzes. A diversidade de avifauna surge associada à diversidade de habitats, pelo que associadas aos povoamentos florestais surgem espécies como o gaio ou o peto-verde. Ao longo da Ribeira da Meimoa e quando chegamos à albufeira, poderemos ser agraciados, junto às margens, pela presença de aves como a garça-real e a alvéola-branca ou, mais no seio da massa de água, podemos avistar o mergulhão-pequeno. Das espécies arbustivas existentes salientamos o lentisco-bastardo, o pilriteiro, a carqueja e a erva-das-sete-sangrias.